Ver Comparador (0 veículos)

Conheça o seu Volkswagen

Conheça o seu Volkswagen

SISTEMA ADBLUE

De modo a reduzir as emissões de óxido de azoto, alguns veículos estão equipados com um sistema de redução catalítica seletiva, onde é injetado uma solução de ureia (AdBlue) no sistema de escape.

O AdBlue é colocado num depósito separado do veículo e o seu consumo é de cerca de 0,5% a 2,5% do gasóleo abastecido. Se o nível do AdBlue no reservatório descer abaixo de uma determinada quantidade, o condutor é alertado da autonomia prevista. Deve reabastecer AdBlue, caso contrário, o motor deixa de arrancar uma vez atingida a autonomia indicada. 

TRAVÃO DE ESTACIONAMENTO ELETROMECÂNICO 

Este novo travão substitui o travão de mão convencional garantindo que o veículo se desloque involuntariamente. Para além das funções habituais do travão de mão, o travão de estacionamento eletromecânico proporciona outras funções de conforto e de segurança, como por exemplo, soltar o travão de estacionamento automaticamente ao arrancar se tiver sido produzida uma força de tração suficiente nas rodas.

Para que isto aconteça todas as portas têm que estar fechadas e em alguns modelos o condutor tem que ter o cinto colocado.


aaa


ASSISTENTE DE ARRANQUE (AUTO-HOLD)

Com o assistente ao arranque ligado, o veículo é segurado automaticamente contra o movimento de rolar, auxiliando o condutor nos casos de paragem frequente ou prolongada como em semáforos e subidas.

Quando a imobilização é detetada, o assistente de arranque assume a paragem do veículo. Ao arrancar automaticamente o travão é solto e o veículo começa a movimentar-se.

SISTEMA START-STOP 

O sistema Start-Stop pode ajudar a economizar combustível e a reduzir emissões. Funciona desligando automaticamente o motor quando o veículo está parado. Este sistema pode ser desligado manualmente, contudo é sempre ativado quando a ignição é ligada.

Devido aos consecutivos arranques, o automóvel é obrigado a fazer uma gestão eficaz da carga da bateria, logo de forma a prolongar a vida útil deste componente de desgaste, o carro assume um número de descargas máximas.

Assim, existem alturas em que o sistema pode não funcionar, como por exemplo, na condução em trânsito ou em alturas de elevado consumo da bateria com a utilização do Ar Condicionado, iluminação interior e iluminação exterior.


aaa


INDICADOR DE MONITORIZAÇÃO DOS PNEUS

O indicador de monitorização da pressão dos pneus informa no seu painel de instrumentos, caso a pressão dos pneus seja demasiado baixa ou exista uma avaria no sistema.

O indicador compara, com a ajuda dos sensores do ABS, o perímetro de rolamento e o comportamento central de cada roda. Em caso de alteração da pressão num ou mais pneus é assinalado o aviso no seu painel. É normal acontecer caso haja uma variação de temperatura ou pressão provocada por um furo ou mesmo um impacto com um buraco. É importante, nesse momento, imobilizar em segurança o veículo, verificar visualmente o estado dos pneus e, se entender que não existem diferenças significativas entre os pneus, assim que possível com os pneus frios voltar a repor a pressão de ar recomendada (verificar na porta frontal, pilar da porta do condutor ou tampão de combustível).

Assim que a pressão de todos os pneus estiver ajustada, tem que informar o automóvel que a pressão está correta. Deve efetuar a confirmação de pressão através do Infotainment, nos ajustes do veículo ou no serviço e controlo.


aaa

FUNCIONAMENTO DA VENTOINHA APÓS DESLIGAR O CARRO

Se o seu novo automóvel tem motor Diesel, é normal que depois do primeiro trajeto feito ou então sucessivamente após trajetos mais curtos a cada deslocação, a ventoinha ficar a trabalhar na posição máxima de arrefecimento durante, pelo menos, 5 minutos.

Quer dizer que o automóvel deu início à regeneração mas, dado o tempo curto de circulação, o mesmo não conseguiu processar a limpeza, porque não conseguiu a temperatura, tempo e fluxo de escape para finalizar a incineração.

Quando acontecer, é recomendado o planeamento de uma próxima utilização na deslocação continua a velocidade (regime rotação superior a 2500RPM) durante, pelo menos, 20 minutos, o percurso indicado será sempre vias rápidas.

Este sintoma ocorre em todas as estações do ano, com facilidade de processamento em dias mais quentes, visto ser mais rápido o encontro de condições ideais.

POSSIBILIDADE DE SATURAÇÃO DO FILTRO DE PARTÍCULAS (LUZ AMARELA DE ESCAPE) 

Quer dizer que o automóvel deu início à regeneração, mas dado o tempo curto de circulação o mesmo não conseguiu processar a limpeza, porque não conseguiu a temperatura, tempo e fluxo de escape para finalizar a incineração.

Quando acontecer, é recomendado o planeamento de uma próxima utilização na deslocação continua a velocidade (regime rotação superior a 2500RPM) durante pelo menos 20 minutos, o percurso indicado será sempre vias rápidas.

CONSUMOS INSTÁVEIS NOS PRIMEIROS KM'S

É normal haver nos primeiros 5.000 kms de rodagem consumos mais variáveis e instáveis por via de fricção mecânica. Sempre que passar o Computador a RESET é normal haver 300kms de instabilidade nos consumos, por norma só depois de percorrer esta distância, os valores começam a ser mais fidedignos.


aaa

POSSIBILIDADE DE UM LIGEIRO CHEIRO A QUEIMADO NAS VIATURAS NOVAS OU 0KM

Este cheiro é provocado pelo primeiro aquecimento do motor em viagem mais longa do que até a que teve desde a saída de fábrica. O motor e restantes componentes estão protegidos com parafina ou outros detergentes de proteção e que com o aquecimento será normal a evaporação por calor provocada pelo motor e sistema de escape do automóvel.

NÍVEL DE ÓLEO BAIXO

Todos os veículos com motor térmico consomem óleo. Tendo em conta que o óleo se move constantemente na zona da câmara de combustão, é normal que este entre na câmara de combustão acabando por ser queimado juntamente com a mistura de combustível e ar.

Este consumo varia conforme o modelo de motor, pois está relacionado com a sua própria concessão, existindo motores com mais folgas que outros. É, portanto, muito importante trabalhar com o óleo adequado a cada motor. 

Porém dois automóveis com o mesmo motor podem apresentar consumos de óleo diferentes, pois está também relacionado com os estilos de condução. Com cada combustão, ocorre consumo de óleo, por isso, quanto maior for o número de rotações do motor, mais vezes ocorrerão essas expulsões e maior será a quantidade de lubrificante que o veículo consumirá. Daí que um estilo de condução com rotações mais elevadas terá um maior consumo de óleo.

Os veículos consomem também óleo por evaporação, pois o óleo lubrifica componentes como o motor, turbo e válvula de escape, que estão submetidos a altas temperaturas, o que provoca a sua degradação ou a sua evaporação. 

aaa

Subscrever Newsletter
  • JAPblue
Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.

Compreendi